Calendário de Eventos
 

 
 
 

Vigiando as motivações corretas do coração

Diminuir FonteAumentar Fonte
Pr. Vladimir Soares 
 

I Sm 9

A motivação de um coração é o que leva a pessoa a conquistar, à realizar. Se somos universitários e temos a motivação de apenas estudar nunca seremos um profissional. Se temos a motivação de ganharmos dinheiro com a nossa profissão acabaremos sendo profissionais frustrados. Se tivermos, no entanto, a Motivação correta, conquistaremos aquilo que Deus separou para nós. A motivação errada nos fará deixar de conquistar ou nos levará a frustração.
Satanás não pode tocar em nossa motivação. O que Satanás pode fazer é distorcer a nossa visão para que tenhamos uma motivação incorreta. Mas a motivação é intocável. Satanás pode, sim, tocar na missão. A missão nada mais é do que a execução da motivação. Se refletirmos nesse assunto logo veremos que em toda grande missão, com um grande propósito há resistência. O crescimento da célula sofre resistência, o crescimento da igreja sofre resistência. Satanás sempre oferecerá resistência à execução da motivação.
È importante que saibamos os dois tipos de pegadas que deixamos no nosso caminho:
A humildade (pé direito) e a Mansidão (pé esquerdo).
Trilhar os caminhos que Jesus trilhos exige que calcemos as sandálias da humildade e da mansidão, que são as sandálias do evangelho da paz. As boas novas demonstram a humildade e a mansidão através do amor e da paz. E é o alinhamento das duas sandálias que nos garantirá a caminhada de conquistas.
A bíblia nos diz em Mt 5:3: “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” e no versículo 5: “bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra” Deus nos dá a chave da conquista. Sabemos que nada acontecem no mundo físico se não acontecer antes no mundo espiritual,e com a humildade teremos o Reino dos céus, e com a mansidão conquistaremos toda a terra. Em provérbios Deus diz claramente que o homem que controla a si mesmo é maior que o que domina uma cidade. “Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade”.
Ter dominio sobre o nosso espírito, sobre nos mesmo é ter dominio sobre as nossas motivações.
Em tudo o que realizamos envolve motivação. Qual a motivação de buscarmos a unção de Deus sobre nossas vidas?


A resposta consiste no fato de a unção nos capacitar para o cumprimento da nossa missão para que alcancemos a visão. A unção nos fortalece.
È importante saber que o líder reflete o seu rebanho. Os 4:9: diz que: “Por isso, como é o povo, assim é o sacerdote”. Saul se tornou um líder em um povo de coração rebelde. Deus estava entristecido com o povo de Israel pela sua rebeldia, por isso Saul foi um líder rebelde. Porque refletia o coração do seu povo.
Moises, pela rebeldia, se tornou rebelde e intolerante. Entristeceu a Deus grandemente e por isso não entrou na terra prometida. Ao final da viagem pelo deserto Moises tinha a cara do seu rebanho.
Isso nos chama a atenção para a nosa própria morte. Se somos pessoas individualistas, sozinhos, morreremos com poucas pessoas. Se somos, entretanto consolidadores, morreremos cercado de pessoas, isso porque o nosso foco determina onde chegaremos. O nosso foco é viver sozinho chegaremos ao final de nossa vida sozinhos. Se o nosso foco for consolidar, aglutinar pessoas, chegaremos ao final de nossa vida cercados.
Percebemos então que a motivação determina o foco, e o foco determina a visão, e a visão determina a missão.
Quando Jesus, ao se retirar para o deserto e encontrar-se face a face com Satanás três bases humanas foram atacadas por Satanás. A ganância, o orgulho e a integridade.

1- A ganância:
Satanás, com o intuito de alimentar a ganância de Jesus, procura desafia-lo a demonstrar Seu poder ao transformar as pedras em pães e logo, com suas próprias mãos, acabar com a fome que sentia. Porem, Jesus disse a Ele: não só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que procede da boca de Deus. Nesse ponto Jesus, sendo tentado a demonstrar independência de Deus, baseado nas escrituras declara que todo o homem é dependente de Deus e de Deus deve se alimentar.


2- O orgulho:
Satanás continua dizendo ainda atira-te daqui, porque está escrito que aos teus anjos dará ordens a respeito de ti. O intuito de satanás era o de trazer o orgulho de Jesus à tona através da demonstração de Sua autoridade. Porem, com a sua autoridade Jesus disse: Não tentarás o Senhor teu Deus.

3- A integridade
Satanás por ultimo busca atingir a integridade de Cristo e propõe a Ele dar toda a terra e todos os reinos de toda a terra e toda a gloria de todos os reinos da terra, SE, prostrado Jesus adorasse a Satanás. Mas a integridade de Cristo se demonstrou através da sua ordenação: Retira-te Satanás, porque está escrito que só ao Senhor Deus adorarás, e só a ele prestará culto.

E com tudo isso, os anjos de Deus vieram e serviram a Jesus em suas necessidades.
A motivação de Jesus durante todo o tempo foi a de cumprir fielmente a vontade de Deus. Por isso não se desviou do seu caminho e não caiu em nenhuma das armadilhas de Satanás.
O grau de motivação determina o nível da conquista!
Jesus tinha uma motivação tão correta que ao deixar o deserto iniciou o seu ministério que hoje é eterno e continua conquistando.
A maneira em que nos colocamos diante da anunciação da visão demonstra nossa motivação. Se torcemos o nariz, coçamos a cabeça e franzimos a testa quando recebemos a visão de multiplicar grandemente em um ano, demonstramos o quanto nosso olhos estão voltados ao problema, às resistências, e não à solução. Qual tem sido o foco?
Saul apesar de todos os sus erros demonstrou suas virtudes. Se não tivesse virtudes não seria colocado como rei sobre a nação de Israel.
Saul era obediente ao seu pai, se submetia à autoridade paterna, visto que andou dias e noites à procurar jumentas a pedido de seu pai. Alem disso honrou também o seu pai, demonstrando ter conhecimento de seu amor para consigo, quando percebeu que a busca pelos animais já era longa e que isso traria preocupação a seu pai quanto a sua integridade física.
Saul demonstrou ter discernimento espiritual ao tomar decisões. Visto que decidiu buscar da boca de um profeta a resposta para suas indagações. A correta motivação de seu coração ao buscar esse profeta o fez não dar atenção às moças que encontrou no caminho e que, “mui explicadamente” indicaram para ele onde se encontrar o Homem de Deus. Era Saul o homem mais belo de toda a Israel, mas A MOTIVAÇÂO DO CORAÇÂO de Saul não permitiu que ele se desviasse e atrasasse em seu propósito.
Saul demonstrou dependência de Deus quando percebeu que apenas em Deus conseguiria a solução dos seus problemas.
Saul reconheceu o sacerdócio de Samuel e se submeteu à autoridade de Samuel em suas indicações. Recebeu com honra a sua autoridade, e por isso foi colocado como Rei da nação de Israel.
Os erros de Saul foram evidentes ao procurar o profeta apenas uma única vez, bem como o de sacrificar apenas uma vez, e ate mesmo o de levar a Arca da aliança ao campo de Batalha, apenas uma única vez. Teve suas bases corrompidas pelo diabo por não ter uma motivação correta no coração em ser rei da Nação de Israel.
Em tudo o que fazemos devemos buscar motivação correta do nosso coração. Qual seria a motivação de nos casarmos, ou de prosperarmos, de cursamos uma faculdade, ou de nos tornar líder de célula?
Qual a motivação correta de se tornar um Pastor?
A bíblia nos diz que o coração do homem é enganoso. Nos nossos corações estão o centro dos nossos desejos, das nossas vontades. É onde os projetos do homem nascem. Mas é um centro de concepção enganoso. Mas a bíblia também nos diz que Deus nos tira o coração de pedra e nos dá um coração de carne, macio, tratável, capaz de ser corrigido. E quando decidimos renunciar nossas vidas para viver a vida que Deus quer para nós, estamos corrigindo as motivações dos nossos corações. Devemos pedir a Deus por um coração como o dEle. Não há mais planos seus, não há mais sonhos seus, não há mais desejos seus. Não há mais motivação incorreta no seu coração. Porque agora o coração de Deus é quem endireitará os seus caminhos.



Data: 08/10/2010
 
Outras Mensagens

Está o Senhor em nosso meio, ou não?
A AUTORIDADE DE UMA ALIANÇA DE FIDELIDADE
Tapando Brechas Financeiras - 1º dia da Campanha
TORNANDO-ME UM TAPADOR DE BRECHAS
Da maldição à bênção e a unção: A unção do Gadita
“Como Seremos Lembrados? Pelos Problemas Que Resolvemos ou Pelos Que Criamos?”
“RESTAURAÇÃO DA CASA DE DEUS”
“VOANDO NAS ASAS DO RHEMA”
“O CÁLICE DE JOSÉ "
"Um Novo Coração e Um Novo Espírito Batizados em Princípios"
 
 
 

Comunidade Evangélica Vitória (Sede)
Rua Visconde de Souza Franco - 183 - Centro
Petrópolis - RJ

Telefones: (24) 2243-8339
E-mail: comunidadevitoria12@hotmail.com

Comunidade Evangélica Vitória (Bonsucesso)
Estrada União da Indústria 7808 - Bonsucesso
Petropolis - RJ

Telefones: (24) 2243-8339
E-mail: comunidadevitoria12@hotmail.com